//Saiba como gerar leads para seu e-commerce

Saiba como gerar leads para seu e-commerce

Dentro da área do marketing digital, os leads são considerados aquelas pessoas que possuem grandes chances de se tornarem clientes de uma determina empresa. No caso dos leads para e-commerce, é importante pensar em estratégias voltadas totalmente para o mundo digital com o intuito de melhor alcançar as pessoas dentro do espaço onde elas são mais facilmente encontradas. Isso garante uma maior visibilidade para os e-commerces em geral dentro da internet, resultando em lucros cada vez maiores.

Nesse sentido, a intenção deste texto é apresentar um pouco mais sobre o conceito de lead, procurando demonstrar a importância deles para um e-commerce e as principais técnicas para captá-los.

 

A importância dos leads para o e-commerce

 

e commerce

 

Os leads possuem um papel fundamental para as relações de consumo da atualidade, tendo em vista que o processo de compra vem se alterando drasticamente de uns tempos para cá. Com a internet, as pessoas possuem o poder de escolha sobre o que elas querem ver e consumir, seja um produto, um serviço ou um conteúdo.

Essa nova configuração do comportamento de consumo fez com que as empresas precisassem encontrar formas novas de se conectar com os seus consumidores. No caso dos e-commerces, essa tarefa se torna ainda mais necessária, tendo em vista que a maneira como as lojas virtuais se posicionam dentro da internet impacta diretamente o desempenho delas.

Nesse sentido, os comerciantes do mundo todo estão precisando desenvolver ações capazes de atrair as pessoas dentro de um espaço inundado de informações e conteúdos que é a internet.

Para tal, as empresas precisam oferecer aos consumidores exatamente aquilo que eles desejam e necessitam, de maneira atrativa, para que a atenção vá sendo conquistada até que essas pessoas se tornem, definitivamente, leads. Para que isso aconteça, é preciso utilizar estratégias apropriadas as quais você verifica a seguir.

 

Estratégias para gerar leads no e-commerce

 

Para se gerar leads no e-commerce, existem uma série de estratégias as quais, caso sejam utilizadas da maneira correta, são capazes de aumentar muito o tráfego de uma loja virtual.

 

A criação de formulários

 

Essa é considerada por muitos profissionais do marketing digital como a ação que divide os visitantes de um site de e-commerce, dos leads que podem, de fato, consumir algum produto. Os formulários são campos em que os usuários que estão navegando dentro de um site podem colocar suas informações pessoais, tais como nome, e-mail e redes sociais para o uso das empresas.

A vantagem desse tipo de ação é que essas pessoas poderão receber constantemente conteúdos por parte dos sites que irão manter as pessoas antenadas nas últimas novidades de um e-commerce. Assim, um e-commerce que vende fechadura eletrônica biométrica, por exemplo, pode enviar por e-mail promoções que vão surgindo na loja, bem como novidades de produtos.

No caso de e-commerces, o preenchimento de formulários pode acontecer tanto espontaneamente pelos usuários, enquanto navegam por dentro dos sites, quanto ao se cadastrar em uma loja, desbloqueando a possibilidade de realizar compras.

 

O Call-to-Action (CTA)

 

O CTA nada mais é do que aquelas situações em que o usuário está navegando dentro de algum site e aparece uma mensagem, imagem ou botão na tela o incentivando a realizar alguma ação. As possibilidades de uso da CTA são as mais variadas possíveis, tais como influenciar:

  • O cadastro em um e-commerce;
  • O preenchimento de formulários;
  • O download de conteúdos exclusivos;
  • O acesso a páginas em redes sociais;
  • Entre outras ações.

A partir dessas chamadas, um e-commerce que vende os mais variados tipos de cerca de arame, por exemplo, pode ampliar o tráfego dentro de seus sites, além de usar CTA para mostrar aos usuários certos cercados que talvez sejam interessantes para eles.

 

Os conteúdos

 

A produção de conteúdos é uma das melhores maneiras de se conquistar leads. Isso porque eles servem como uma porta de entrada para tudo que uma empresa tem para oferecer. Assim, os conteúdos são capazes de chamar a atenção dos usuários, fazendo com que surja neles uma necessidade ou interesse que talvez não fosse percebida anteriormente. Ou seja, uma empresa que realiza serviços de restauração de tacos de madeira, por exemplo, pode fazer uma série de conteúdos explicando a importância da restauração para um assoalho de madeira. Muito provavelmente, quem ler esse conteúdo pode acabar descobrindo que o seu piso de madeira está muito desgastado e, por isso, precisa de um serviço de restauração, já que a troca do piso é algo muito caro.

 

As redes sociais

 

e commerce

 

Dentro do universo dos e-commerces, as redes sociais podem ser grandes ajudantes para o sucesso de uma loja virtual.

O motivo disso é que, dentro do comércio eletrônico, as pessoas estão constantemente à procura de informações para checarem se determinados sites e empresas são confiáveis para se comprar, levando em consideração questões como prazo de entrega, qualidade dos produtos, etc. Desta maneira, as mídias sociais permitem que esses usuários procurem praticamente tudo que elas precisam ou querem antes de comprar.

Assim, um e-commerce de piso podotátil de concreto, por exemplo, pode usar as redes sociais (como Facebook, Instagram ou Twitter) para divulgar tudo que os consumidores precisam saber. Estes, por sua vez, quando estão dentro das redes sociais, conseguem verificar preços, opiniões de outras pessoas que já compraram no site, fazer críticas aos pisos, enviar sugestões e muito mais. Portanto, quando uma empresa, principalmente um e-commerce, não está presente nas redes sociais, os usuários da internet tendem a desconfiar a respeito da qualidade dela, já que não há nenhuma maneira de avaliar os seus produtos.

 

O e-mail

 

Ao contrário do que muitas pessoas pensam, o e-mail é uma ótima forma de se realizar marketing dentro de um e-commerce. Entretanto, muitos gestores cometem o erro de não apostar nessa estratégia, pois acreditam que ela seria identificada pelo clientes como spams.

Nesse sentido, é importante destacar as características do e-mail marketing quando bem feito.

O seu caráter é, basicamente, informacional, salvo em alguns momentos. Além disso, ele é resultado de uma atitude compulsória dos usuários, os quais deliberadamente oferecem os seus endereços de e-mail durante cadastros e preenchimento de formulários. Dessa maneira, um e-commerce que vende revestimento ceramico cozinha, por exemplo, pode usar o e-mail para enviar promoções únicas de revestimentos ou conteúdos exclusivos capazes de despertar o interesse das pessoas, gerando leads.

 

Técnicas de SEO

 

SEO é um termo inglês que significa Search Engine Optimization ou, em português, “otimização para motores de busca”. Este conceito compreende todos os esforços empreendidos por um site com o intuito de melhorar o posicionamento dele dentro de ferramentas de busca tais como Google, Bing, Yahoo, entre outras. Ou seja, uma empresa que presta serviços de instalação de isolamento industrial, por exemplo, pode usar as técnicas de SEO para, sempre que alguém pesquisar por “isolamento térmico em indústrias de qualidade”, o site dessa organização citada aparecer entre os primeiros resultados.

Nesse sentido, as técnicas de SEO englobam uma série de fatores que são levados em consideração pelos mecanismo de busca para ranquear sites de e-commerce, tais como:

  • Layout do site;
  • Uso de palavras-chave;
  • Qualidade do conteúdo;
  • Responsividade do site.

 

Os anúncios

 

Já voltando a questão da geração de leads de forma não orgânica (ou seja, paga), temos os anúncios Pay-Per-Click dentre uma das melhores estratégias. Dessa maneira, complementando as técnicas de SEO citadas acima, esses anúncios podem ficar posicionados no topo da página de resultados simplesmente por meio de anúncios, os quais cobram valores das empresas a cada clique que um usuário da internet dá. Essa é uma ótima opção para um e-commerce que vende terminal de consulta de preços, por exemplo, já que as principais ofertas de produtos são facilmente encontradas, sendo que os links utilizados podem redirecionar o usuário diretamente para a página de compra.

 

A persona

 

Ter uma persona bem definida é um passo essencial para todo e qualquer empreendimento, seja ele físico ou virtual.

A persona nada mais é do que um perfil fictício o qual representa aquilo que seria o cliente ideal de uma determinada empresa. A criação da persona é feita através da obtenção de dados mais íntimos sobre o consumidor, tais como:

  • Comportamentos de compra;
  • Profissão;
  • Grau de escolaridade;
  • Hobbies;
  • Sonhos.

 

A vantagem de se ter uma persona é que a empresa pode direcionar as suas ações de marketing para as pessoas corretas. Ou seja, um negócio que presta o serviço de impermeabilização de calhas, por exemplo, ao desenvolver sua persona, sabe que todas as suas atitudes dentro e fora da internet precisam ser voltadas a um público consumidor bastante específico, tais como pessoas que estão construindo uma casa. Isso permite que a geração de leads seja mais certeira.

 

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

2019-08-20T14:38:40-03:00 Por |

About the Author:

Estrategista de Marketing Digital e Expert de Vendas On-line com 18 anos de experiência no mercado de internet e mais de 600 projetos digitais desde 1997, isso mesmo da época que não existia Wordpress, só o velho e bom notepad!
1
Olá! Como Podemos te ajudar?
Powered by