Como o marketing digital pode aumentar os leads do seu negócio?

Cada vez mais empreendedores estão interessados em marketing digital. Entre os motivos para isso, estão a queda vertiginosa na credibilidade da publicidade tradicional, a popularização da internet e, claro, um retorno sobre o investimento muito maior do que peças como spots e comerciais. Na prática, trata-se de uma técnica que tende a trazer clientes de uma maneira mais eficiente, em comparação a outras estratégias de divulgação.

 

Apesar disso, há empresários mais tradicionais que ainda relutam ao usar essa técnica. Para eles, é mais vantajoso continuar usando a mesma técnica que já usam há anos ou décadas – ou seja, a publicidade tradicional. Essa postura, contudo, tende a mudar a partir do momento no qual eles conhecem o marketing digital mais a fundo, e essa imersão permite que eles entendam exatamente como ele funciona.

 

Quer aprender mais sobre isso? Então continue lendo e confira algumas informações interessantes sobre como o marketing digital aumenta os leads do seu negócio:

 

     1. Elaboração de uma persona

Não importa se uma empresa vende produtos, como roupas, ou serviços, como um sistema de automação comercial, para que sua estratégia de divulgação seja eficaz, é fundamental que ela saiba com quem tem que se comunicar – ou, em outras palavras, seu público-alvo.

 

No caso do marketing digital, isso é feito de uma forma um pouco distinta, a prática padrão é a construção de uma persona. Trata-se de um personagem semi ficcional, uma espécie de arquétipo do cliente “ideal” daquela empresa. Isso envolve a definição de padrões como:

  • Faixa etária;
  • Poder aquisitivo;
  • Profissão;
  • Rotina.

 

Deste modo, é possível construir um personagem muito mais concreto. Consequentemente, direcionar o discurso da marca fica muito mais simples.

 

     2. Segmentação do público

Normalmente, quem investe em marketing digital não impacta tantas pessoas quanto aquelas marcas que preferem a publicidade tradicional. Em compensação, a taxa de conversão – ou seja, a porcentagem de pessoas que realizam a ação desejada – é maior. O motivo por trás disso é a segmentação, as ferramentas usadas nesse processo permitem definir exatamente quem verá aquele conteúdo.

 

Vejamos um exemplo prático: se uma empresa que trabalha com um serviço de impressão 3d quer se promover nas redes, ela pode fazer ajustes para que seu conteúdo chegue a pessoas que pesquisaram sobre o assunto anteriormente ou mesmo que curtem páginas em redes sociais que estejam relacionadas a ele. Deste modo, as chances de que ela esteja em busca de um prestador de serviço na área são muito maiores.

 

     3. Melhora da credibilidade da empresa

Gerar conteúdo é uma parte muito importante da estratégia digital de toda e qualquer empresa. Isso normalmente é feito por meio de um blog corporativo, de modo que as informações publicadas estejam ligadas ao nome do estabelecimento. Empresas de coaching, por exemplo, podem publicar posts e vídeos com dicas de finanças, emagrecimento e gestão de carreira, conforme o tipo de orientação oferecido por seus profissionais.

 

Vale ressaltar que, além de melhorar o posicionamento do negócio nos mecanismos de buscas, a produção de conteúdo, quando feita nesses moldes, faz com que a credibilidade da empresa melhore. Por conta disso, um cliente em potencial pode se interessar mais por contratá-la ou por adquirir seu produto, o que por sua vez, o torna um lead.

 

     4. Mensuração de resultados mais exata

No mundo dos negócios, números são tudo. Afinal de contas, o objetivo de um estabelecimento é um só: lucrar. Para que essa meta seja atingida, é fundamental que o empreendedor tenha uma série de métricas sob controle, de modo que sua tomada de decisão seja feita com mais segurança.

 

A boa notícia é que, se o estabelecimento investe em marketing digital, esse processo fica muito mais simples. Isso porque, ao contrário de peças de divulgação tradicionais, como faixas e banners, é possível mensurar com exatidão valores como a audiência de certo conteúdo, as interações, as conversões, compartilhamentos, etc. Deste modo, é possível averiguar o que funciona e quais são as técnicas que não dão resultados, e assim, devem ser abandonadas.

 

     5. Automação de tarefas

Por último, mas não menos importante, também é interessante considerar que, no marketing digital, o profissional responsável pela área pode automatizar uma série de tarefas. Um bom exemplo disso é o envio de e-mails que ele pode ser feito automaticamente por meio de uma plataforma adequada.

 

Isso é importante, pois deste modo, os profissionais responsáveis pelo marketing digital do estabelecimento têm tempo para se dedicar a atividades produtivas e ao desenvolvimento de estratégias. Deste modo, a captação de leads tende a ser mais eficiente.

 

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Alan Terra

Estrategista de Marketing Digital e Expert de Vendas On-line com 18 anos de experiência no mercado de internet e mais de 600 projetos digitais desde 1997, isso mesmo da época que não existia Wordpress, só o velho e bom notepad!

Top